Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Projetos -> Atletas Seniores -> Proponente

 

No ano de 1995 o então Governador do Paraná, Sr. Jaime Lerner, investiu vários milhões de reais na construção do Canal da Piracema visando possibilitar a desova dos peixes a montante da Barragem da Itaipu Binacional com a migração através de um by pass. Junto a este objetivo ambiental estava a intenção de se criar um grande instrumento turístico desportivo para Foz do Iguaçu, que seria construir estruturas necessárias para passeios de rafting da tomada d`água até a chegada no Rio Paraná em percurso aproximado de 11 km.

 

No meio deste percurso estariam disponíveis, ainda, os Canais de Águas Bravas e de Iniciação, construídos especialmente para a prática da canoagem. Para essa grandiosa obra, o Governo do Estado do Paraná contratou os engenheiros espanhóis Ramon Guaniet Solé e Manolo Fonseca, ex presidente da Federação Espanhola de Canoagem, ex membro do Board da ICF e CEO dos Jogos Olímpicos de Barcelona visto que ambos foram os responsáveis pelo desenho e construção do Canal de Águas Bravas utilizados em La Seo D´Urgell, nos Jogos Olímpicos em Barcelona no ano de 1992.

 

A intenção do Governador do Paraná seria que o Canal ficasse pronto para os Jogos Mundiais da Natureza que aconteceu na Costa Oeste no ano de 1997. Infelizmente, porém, o canal não ficou pronto e sofreu ataques de apositores politicos e ambientalistas que acabaram desnaturando por completo o projeto inicial, restando única e exclusivamente, na parte desportiva, o Canal de Águas Bravas que mais tarde veio ser rebatizado como Canal Itaipu.

 

Veja aqui a importância desse Canal para o esporte olímpico nacional. 

 

No ano de 2002 o Governo do Paraná entregou a obra para a Itaipu Binacional que acabou finalizando, exceto o Canal de Águas Bravas, que permaneceu um grande "escorregador de concreto", sem nenhum obstáculo dentro. Com o apoio fundamental do Município de Foz do Iguaçu, no ano de 2006 a Confederação Brasileira de Canoagem iniciou os trabalhos de alocação das pedras e, para isso, trouxe novamente para Foz do Iguaçu membros da equipe de Ramon Guanyet para seguir o projeto inicial.

 

Matéria Itaipu

 

Desde então a canoagem faz parte dessa estrutura onde se investiu muito dinheiro do Estado do Paraná, Município de Foz do Iguaçu, Confederação Brasileira de Canoagem e, principalmente, da própria Itaipu Binacional para se concluir esta grande ferramenta olímpica brasileira devidamente reconhecida na página da Secretaria Nacional de Esporte como Centro de Treinamento Internacional.  Para isso foram confeccionados os seguintes documentos:

 

Autorização de uso do Parque da Piracema - Clique aqui

Protocolo de Intenções - Clique aqui

 

No ano de 2021, porém, a Confederaçâo Brasileira de Canoagem sofreu uma grande perda gerencial e, com isso, deixou de colaborar com os Projetos em Foz do Iguaçu. Com isso os atletas maiores de idade que antes eram de sua responsabilidade, conforme tratado realizado com a Itaipu Binacional em 2006, deixaram de ter a autorização automática de treino no canal.

 

À partir de então apenas os atletas seniores filiados ao CLUBE IMEL poderão ter acesso DESDE QUE comprovem pagamento de seguro médico/hospitalar E AGUARDEM AS AUTORIZAÇÕES DE PRAXE QUE NÃO SÃO AUTOMÁTICAS.

 

Para os demais atletas, somente com autorização especial da própria Itaipu Binacional.

Admin | Projeto Meninos do Lago