Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Projetos -> Projeto Meninos do Lago -> Apresenta����o

 

 

 

Com a conclusão do Canal Itaipu no ano de 2006 e a consequente autorização de acesso para que os atletas da Seleção Brasileira de Canoagem Slalom pudessem treinar no local, houve compromisso da Confederação Brasileira de Canoagem e Federação Paranaense de Canoagem junto à Itaipu Binacional de prepararem, como contrapartida,  um projeto modelo de cunho social para que meninos e meninas de bairros carentes da Cidade de Foz do Iguaçu, pudessem participar de uma modalidade olímpica pouco conhecida do público brasileiro e com equipamentos caros para os padrões nacionais.

 

No ano de 2009 o Comitê Olímpico Brasileiro ofereceu o Curso Avançado de Gestão Desportiva para a Confederação Brasileira de Canoagem, onde o Projeto começou a ser desenvolvido tendo como material de pesquisa várias obras da Federação Britânica e Espanhola de Canoagem para criação de uma didática ainda não existente no Brasil. Essa parte técnica aliada aos ensinamentos de gestão, resultou no Projeto Modelo definido como Meninos do Lago, uma alusão ao reservatório da Itaipu Binacional, onde se esperava, na época, estar com vários núcleos implantados nas comunidades que margeiam os territórios do Brasil e Paraguai.  

 

Em agosto de 2009 as atividades foram iniciadas no Centro de Convivência Darci Pedro Zanatta, no Bairro Morumbi, com apoio do Município de Foz do Iguaçu e da Itaipu Binacional com atendimento inicial de 40 atletas da rede pública de ensino, entre 08 a 18 anos de idade. No ano de 2010 as atividades foram transferidas para o Canal Itaipu com o aumento significativo de atendimento para 80 meninos e meninas, da rede pública de ensino, entre 7 a 18 anos no contraturno escolar.

 

O Projeto Meninos do Lago em Foz do Iguaçu sempre foi patrocinado pela ITAIPU BINACIONAL, com verba oriunda da rubrica social da empresa, de forma que valores diferentes do desportivo, como a escolarização, respeito ao meio ambiente e outros sempre foram considerados tão ou mais importantes que as medalhas conquistadas. Obviamente que a Federação Paranaense de Canoagem, que acabou sendo a Proponente do projeto, jamais deixou de lado a sua missão, porém teve que adaptar, entender e acatar os objetivos sociais extremamente louváveis da grande Patrocinadora.

 

Com resultados expressivos na área social e desportiva, aumentou-se o número de atendimentos para 100 atletas, passando a ser considerado o maior projeto de Canoagem Slalom do Brasil. Até o ano de 2018 o Projeto atendeu basicamente dois grandes bairros da Cidade de Foz do Iguaçu: Morumbi e Vila C, para público estimado de 100 atletas.

 

Com a renovação do Projeto no ano de 2019 a meta passou a ser o atendimento de 600 atletas iguaçuenses entre 5 a 16 anos, espalhados por vários bairros da Cidade onde com atendimentos nas piscinas dos Centros de Convivência, que mantém atividades escolares e desportivas. Ao invés da Federação Paranaense de Canoagem como proponente, o Instituto Meninos do Lago – IMEL, entidade de prática desportiva especialmente criada para atender os atletas de Foz do Iguaçu, passou a organizar e gerenciar o maior projeto de Canoagem Slalom da América Latina e um dos maiores do mundo, visto que não existe registro de ação social dessa natureza.

 

Nesta ampliação do Projeto, duas novas modalidades foram implementadas: a PARACANOAGEM e o CAIAQUE POLO. No início, por questão de conhecimento e segurança, a paracanoagem iniciou com apenas 14 vagas disponíveis para atletas maiores de idade. Tais vagas foram preenchidas em pouco tempo e, no outubro rosa de 2020, outras 15 novas atletas que enfrentaram o câncer de mama foram incluídos nas atividades da Paracanoagem, para montagem de um futuro time de Dragon Boat.

 

O Caiaque Polo junto a iniciação da Canoagem Slalom nas piscinas em escolas públicas foi o grande diferencial para se conseguir a massificação desejada na Cidade de Foz do Iguaçu. Sem dúvida nenhuma a introdução da bola nas atividades de canoagem, chama muito a atenção das crianças e as aulas passam a ser mais divertidas. Infelizmente o ano de 2020 comprometeu as atividades que foram todas suspensas e só devem retornar com as atividades completas quando uma vacina para o Corona Vírus estiver disponibilizada para toda a população.

 

Mesmo não havendo atividades desportivas com os atletas, os profissionais do Instituto Meninos do Lago não pararam as atividades desportivas e sociais. Criaram várias campanhas para auxiliar as famílias dos atletas mais necessitados, entregando cestas básicas, como também se dedicaram a criar e testar uma nova metodologia onde todos são unânimes em dizer que facilitou muito o processo de aprendizagem inicial.  

 

O Projeto MENINOS DO LAGO é, na verdade, um programa social/desportivo que visa oportunizar a um público carente, a prática formal de canoagem na manifestação de RENDIMENTO. Elaborado pela Confederação Brasileira de Canoagem com apoio na execução da Federação Paranaense de Canoagem e, agora, sob o comando do Instituto Meninos do Lago, que objetiva a formação social e atlética de meninos e meninas em Foz do Iguaçu visando a busca incessante do TALENTO DESPORTIVO para a representatividade brasileira nos eventos internacionais.

 

Absolutamente todas as ações e produções realizadas pelo Instituto Meninos do Lago estarão sempre disponibilizadas na página oficial, com o intuito de poder auxiliar jovens atletas ou clubes do Brasil e no exterior e até mesmo para receber críticas construtivas que auxiliem no próprio crescimento técnico. Enquanto houver o auxílio da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu e da Itaipu Binacional, a canoagem iguaçuense estará sempre à disposição para auxiliar de uma forma ou outra a evolução desportiva.

Admin | Projeto Meninos do Lago