Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Not��cias

Morretes Riverside Cross

31/10/2021

Aconteceu embaixo de muita chuva na encantadora Cidade de Morretes, durante o período de 29 a 31 de outubro uma prática da modalidade de canoagem denominada Riverside Cross que é bastante comum no oeste europeu, onde atletas de canoagem slalom, caiaque polo e canoagem descida, se juntam para desenvolverem uma série de atividades que envolvem muita técnica nas passagens entre as balizas e certa destreza em uma atividade qualquer inventada para o evento, que nem sempre necessariamente ligada a canoagem como, por exemplo, tiro ao alvo, lançamento de bolas e etc.

 

Em Morretes a Federação Paranaense optou em fazer a prova com as passagens em duplas nas balizas que lembra muito a disciplina olímpica de Canoagem Slalom Extremo e lançamento de bolas ao gol, que é próprio do Caiaque Polo o que agradou muito aos atletas, organização e público presente. Para quem não conhece Caiaque Polo é uma das diversas modalidades da canoagem onde cinco atletas em seus respectivos caiaques disputam com outro time quem faz mais gols em uma quadra de 35 metros por 23 metros.

 

Ao todo foram 112 embarcações inscritas o que é um número muito bom em se tratando de evento de canoagem. Os atletas participantes representaram os seguintes Clubes Paranaenses: ICLI – Instituto Meninos do Lago, de Foz do Iguaçu, que acabou ficando com 1.350 pontos; ATICA – Associação Tibagiana de Canoagem, de Tibagi, com 525 pontos; ATOCA – Associação Tomazinense de Canoagem, de Tomazina, com 475 pontos; Clube de Canoagem e Remo Santa Rita, de Paranaguá, com 100 pontos; Clube de Canoagem de Siqueira Campos, com 100 pontos e ACUCA – Associação Curitibana de Canoagem, de Curitiba.

 

PRIMEIRA VIAGEM

 

Um dos principais objetivos do Projeto Meninos do Lago é utilizar do esporte como mais uma ferramenta disponível para a formação cultural e educacional de centenas de meninos e meninas que não possuem as mesmas oportunidades de conhecer lugares, modos e pessoas diferentes.

 

Desde o início das atividades do Projeto Meninos do Lago no ano de 2009, muitas crianças e jovens que nunca haviam saído dos limites de Foz do Iguaçu, acabaram conhecendo várias cidades, estados e para alguns poucos atletas mais talentosos, o próprio mundo ficou pequeno para eles pois já representaram ou ainda representam o Brasil em incontáveis eventos internacionais.

 

Neste evento de Morretes foi a vez dos jovens: Olinda Maldonado, de apenas 11 anos, do Núcleo de canoagem do excepcional projeto Social de Foz do Iguaçu denominado Chute para o Futuro, no Bairro Porto Belo e Nilson dos Santos, 12 anos, do Centro de Convivência Francisco Bubas. Ambos nunca tinham participado de nenhuma viagem, sequer saído de Foz do Iguaçu para conhecerem as cidades ou os países vizinhos. Adoraram:

 

“É a primeira vez que saio de Foz do Iguaçu. Achei Morretes muito bonita e não queria mais voltar para casa” – disse Olinda Maldonado para o seu treinador.

 

 

“Foi a primeira viagem que fiz na minha vida e agora vou treinar ainda mais para conseguir resultados e nunca mais parar de viajar com a equipe do IMEL” – relatou o talentoso e participativo jovem atleta de apenas 12 anos, Nilson dos Santos.

 

 

Para os professores do Projeto, não há conquista mais gratificante que poder proporcionar essa alegria aos participantes. Oportunizar a eles experiências que parecem tão costumeiras para um bom número da população, mas que na verdade não faz parte da grande maioria da população brasileira:

 

“Nunca me esqueço de uma viagem que fizemos para Macaé, no Rio de Janeiro, com ônibus lotado de crianças. Naquela ocasião aproveitamos a oportunidade para levá-los à praia. Dos 40 participantes, apenas duas pessoas já conheciam praia. Aquilo que para um bom número da população parece ser algo tão natural, na verdade não é.  Infelizmente o Brasil possui uma desigualdade social muito grande e quando conseguimos equiparar as oportunidades trazendo conosco crianças e jovens para conhecer um mundo novo, e eles se comportam de forma educada e feliz, é muito mais gratificante que qualquer resultado desportivo” – Professora Mayara Cordeiro

 

 Resutados das finais do evento - clique aqui

Admin | Projeto Meninos do Lago